sábado, 11 de dezembro de 2010

Impressionismo - Texto

O Impressionismo foi um movimento artístico que revolucionou profundamente a pintura e deu início às grandes tendências da arte do século XX. Os artistas seguiam algumas regras práticas em seus procedimentos técnicos para obter os resultados que caracterizaram a pintura impressionista.
Este movimento se iniciou em 1872.
Ao olhar uma obra impressionista de perto, vêem-se apenas pinceladas separadas que parecem manchas sem contorno. Vistas de longe, as pinceladas organizam-se para os nossos olhos criando formas e luminosidade.


Luz e movimento


Os artistas impressionistas não tinham mais interesse em temas ligados à nobreza, à igreja, ou em produzir retratos fiéis à realidade. Um dos motivos de tais questionamentos teria sido a invenção da fotografia, a lógica era: para que fazer quadros que copiem a realidade de maneira exata, se para isso já existe a fotografia?
Para não retratar a realidade de forma exata como os realistas, os impressionistas começam a prestar mais atenção no efeito que a luz tem sobre as cores e sobre a sombra. A pintura deve registrar as tonalidades que os objetos adquirem ao refletir a luz solar num determinado momento, pois as cores da natureza se modificam constantemente, dependendo da incidência da luz do sol.
As sombras devem ser luminosas e coloridas, tal como é a impressão visual que nos causam, e não escuras ou pretas, como os pintores costumavam representá-las no passado.
Além disto, a tentativa de retratar o movimento é um elemento crucial desta pintura.
Em seus quadros podem-se ver o movimento das águas, os reflexos da luz, a fumaça de um trem que chega à estação, o nevoeiro sobre um rio, a indefinição no contorno das figuras que se mexem no palco. A idéia é pintar o que não pode se repetir, um determinado instante.


PRINCIPAIS ARTISTAS


Monet
Incessante pesquisador da luz e seus efeitos, pintou vários motivos em diversas horas do dia, afim de estudar as mutações coloridas do ambiente com sua luminosidade.

Renoir
Foi o pintor impressionista que ganhou maior popularidade e chegou mesmo a ter o reconhecimento da crítica, ainda em vida. Seus quadros manifestam otimismo, alegria e a intensa movimentação da vida parisiense do fim do século XIX. Pintou o corpo feminino com formas puras e isentas de erotismo e sensualidade, preferia os nus ao ar livre, as composições com personagens do cotidiano, os retratos e as naturezas mortas.