sábado, 29 de maio de 2010

A Inquietação do Artista







O Artista não tem respostas; tem MUITAS perguntas!






Daiane Baumgartner

quinta-feira, 27 de maio de 2010

Henri Matisse



Odalisca con le magnolie - 1924

A sociedade Brasileira

De acordo com Paulo Freire, nossa sociedade nasceu como uma sociedade fechada, caracterizada pela alienação cultural, falta de vinculo dialogal entre as elites e as massas, objeto e não sujeito de seu destino, devido ao fato de possuir um comando externo de uma economia baseada na exportação de matéria-prima, enfim, surgiu como uma sociedade que possuía grandes dificuldades em discernir e apreender a realidade.
Ainda de acordo com Paulo Freire, a partir das primeiras décadas do Séc. XX, depois dos primeiros surtos de industrialização, o Brasil entrou em crise, e passou assim, a ser uma sociedade em transição, caracterizada pela “emersão do povo” que exige a sua participação ativa dentro desta sociedade. Acontece então uma tomada de consciência do povo em relação a sua vida, mas essa consciência é uma consciência transitivo-ingênua, caracterizada pela simplicidade na interpretação dos problemas, sem compreender a noção de coletividade, pela fragilidade de argumentação, pelo apelo a explicações mágicas dos fatos, pela prática da polêmica e não do diálogo.
Para que essa consciência da sociedade, saia do nível transitivo-ingênuo e passe para o nível transitivo-crítico, ou seja, uma sociedade caracterizada pela profundidade na interpretação dos problemas; pela substituição das explicações mágicas por princípios causais; pela preocupação em testar os “achados” e se dispor a revisões; por negar à transferência de responsabilidade (recusa a posições “quietistas”; pela prática do diálogo e do questionamento) é necessário uma educação dialogal e ativa, voltada para a responsabilidade política e social.

FREIRE, P. Educação como Prática da Liberdade. 29 ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2006.

terça-feira, 25 de maio de 2010

Performance

" No Brasil, no entanto, a absorção da performance refletiu um típico processo de colonização cultural, no qual os mais recentes avanços da cultura americana ou européia são excessivamente valorizados pela mídia e assumidos de maneira rápida e superficial, gerando eventos, obras e publicações equivocadas, e um público desesperado" (Arthur Matuck)

É, acho que mesmo depois de 50 anos, ainda existe muita gente dizendo que faz performance por aí, sem nem saber o que isso significa!

segunda-feira, 24 de maio de 2010

Mi-Ayann 2

Será que existe vida lá fora?
O frio no tremor do meu corpo, a saída é ali,
Luz fina, fraca, me ilumina enquanto espero a hora,
Se a corrente me segura, é porque estou aqui
Se estivesse lá fora, eu veria...
Se eu soubesse mudaria...

Daiane Baumgartner

Cinema - Sutil Companhia de Teatro





Ontem fui ver o espetáculo "Cinema" da Sutil Companhia de Teatro em cartaz no Centro Cultural Fiesp Ruth Cardoso. Entrei no teatro e olhei o cenário, pensei: "Ah, tá! Os atores vão ficar sentados e falando!" 
Quando passamos pela porta do teatro, encontramos um "espelhamento", ou seja, o cenário do espetáculo são as cadeirinhas vermelhas do cinema destruído de São Roque - SP, e assim, no decorrer do espetáculo vamos nós deparando com nossas reações, com nossos desejos, com nossa imaginação, quando assitimos a algo. Interessante!!! 
Adorei o espetáculo. O diretor Felipe Hirsch é realmente genial, nos surpreendendo em meio a estranhamentos, risadas, ações inusitadas, impressões fortes dos filmes que são construídos a partir da sonoplastia, o que nos aguça ainda mais a audição, instigando a nossa identificação com as reações dos atores, até que nos sentimos realmente dentro do espetáculo; nos sentimos atores quando esse "espelhamento" se faz de uma forma direta, em que atores e público se encaram frente-a-frente!
A Iluminação é um show a parte, concebida por Beto Bruel, nosso olhos se acostumam com a meia luz, com as minuciosas mudanças de luminosidade que encontramos em um ambiente escuro quando a TV está ligada. Além de construir belas sombras (eu adoro sombras).
Achei o espetáculo um tanto longo (acho que é porque estou acostumada com espetáculos de 40 minutos) mas vale a pena conferir!


Serviço: 
Quando: Até 4 de Julho de quinta a domingo às 20h
Quanto: De quinta a sexta - entrada franca
Sábados e Domingos: Inteira R$ 10,00/ Meia: R$ 5,00
Onde: Centro Cultural FIESP - Ruth Cardoso - Av. Paulista, 1.313


Minha próxima parada: Alice através do Espelho- Phila7

sábado, 22 de maio de 2010

Mi-Ayann 1

Eu tenho medo do escuro,
Eu tenho medo de estar só,
Eu tenho medo de estar só no escuro e perceber que na verdade não estou sozinha.


Daiane Baumgartner

Henri Matisse



Carmelina

O Artista

O artista é um homem que não pode se conformar com a renúncia à satisfação das pulsões que a realidade exige. Toda arte é o desenho do desejo. O artista dá livre vazão a seus desejos eróticos e fantasias. A realidade interdita o tempo todo. Desde coação social até a gramática. A obra de arte se caracteriza pela transgressão, por não obedecer a gramática.

Sigmund Freud

sexta-feira, 21 de maio de 2010

Rodin para Mim (Venus)

Agachada, calcanhar esquerdo no ísquio direito, meu quadril está levemente inclinado para a esquerda,
Peito para frente, inclinado, direita alta,
Mão esquerda na nuca (braço esquerdo se esconde embaixo dos cabelos),
Mão direita - meu dedo indicador aperta levemente meu dedo mínimo da mão esquerda,
Cabeça para trás e o rosto? Virado para o lado esquerdo baixo (quase encosto meu nariz na axila, mas isso é um comentário),
Barriga contraída.


Daiane Baumgartner

quarta-feira, 19 de maio de 2010

A valorização da Arte

Para superar o niilismo - que está pondo abaixo os valores supremos, alimenta o pessimismo e a fraqueza - a transvaloração de todos os valores perseguida por Nietzche ergueria uma cultura voltada para o prazer na alegria, o corpo integrado à imaginação poética, à arte, em suma. Nem a religião, nem a ciência, nem a filosofia, mas a ARTE, com sua embriaguez dos sentidos, enraizada no presente mas aberta ao futuro, a arte seria o fio condutor para um novo estilo de vida.

Jair Ferreira dos Santos

Henri Matisse




La Lecon de Musique 1917

terça-feira, 18 de maio de 2010

A Nota Lá





PS: Eu sempre vou usar a nota LÁ nas minhas músicas!







II Simpósio de Estudos Sobre Cultura: Linguagens e Abordagens no Campo da Performance - USP

Amanhã participarei do II Simpósio de Estudos Sobre Cultura: Linguagens e Abordagens no Campo da Performance, no departamento de história da Universidade de São Paulo. 
Já faz um tempo que venho pesquisando muito sobre a Performance Art, e espero construir um texto relevante a partir dos meus estudos e da participação neste Simpósio, e logo publicarei aqui!
Enquanto isso, conferimos do que irá tratar este Simpósio.

O II Simpósio de Estudos sobre Cultura: Linguagens e Abordagens no campo da Performance” tem como objetivo concretizar, sintetizar e aprofundar uma etapa das discussões desenvolvidas no grupo de estudos "Produção Cultural no Brasil". O grupo é interdisciplinar, composto por alunos de pós-graduação dos departamentos de História, Antropologia e Música da USP, e tem como proposta o estudo da cultura brasileira no século XX, abordando-a a partir de diversas linguagens, como literatura, música, dança e teatro. Com a proposta da realização de Simpósios anuais do grupo, buscamos contribuir para potencializar e ampliar os estudos nas áreas de conhecimento relacionadas à arte e à cultura brasileira. Neste evento temos como temática central a questão da Performance, que será abordada através de diferentes focos e perspectivas teóricas e metodológicas pelos pesquisadores do grupo, professores e artistas convidados. A justificativa da escolha deste tema partiu da constatação da importância fundamental desta questão em nossos trabalhos, quando tratamos de estudar a cultura. Finalmente, entendemos o Simpósio como um espaço potencialmente rico para que possamos refletir e aprofundar as diversas possibilidades de estudo e acepção da questão da performance nas pesquisas sobre cultura, configurando-se em um espaço de construção do conhecimento, de maneira dinâmica e integrada, entre alunos, pesquisadores, professores, artistas e o público participante.

Texto extraído do Site: www.fflch.usp.br


Serviço:
Quando: de 18 a 20 de maio de 2010
Onde: no Anfiteatro do departamento de História - USP



Si María descansara



Si Maria despertara y se encontrara cantando,
con todo el sonido de las campanas en su voz.
Sonaría María cual campana callada que sonara
en silencio por el luto que se guarda por la pena
de velaria a María.
Pero si María despertara




Poema de Zergio.

quinta-feira, 13 de maio de 2010

quarta-feira, 12 de maio de 2010

FESTIVAL INTERNACIONAL DE LONDRINA 2010

Movimento Mínimo é um dos selecionados para o FILO 2010




Saiu a lista dos espetáculos selecionados para o FILO 2010. Dentre os selecionados uma Cia que eu gosto muito a Cia. Truks, do diretor Henrique Sitchin, com o espetáculo Cidade Azul. 
O espetáculo Movimento Mínimo, também foi um dos selecionados, e por este motivo Londrina me aguarda em Junho!
Para conferir e lista completa da 42º edição do FILO (e aí blog NaFilaDoFilo, é a 42º edição mesmo??), clique aqui:http://www.filo.art.br/espetaculos2010.html


domingo, 2 de maio de 2010